segunda-feira, novembro 27

Totonho: Semeando Sonhos - Bida: Re/criando Realidades

Exposição de 02 a 31 de Dezembro de 2006

Rua Sto Ildefonso, 225/229 Porto.
Telefone: 22.3403906
Email: geraldesdasilva@net.novis.pt


Horário: Das 10H00 às 13H00 e das 14H30 às 19H00 (Seg a Sáb)


António de Araújo Pereira, mais conhecido como Totonho, nasceu em 1958, na Bahia, Brasil. Ele enveredou pelo caminho das artes ainda criança e realizou sua primeira exposição em 1973, no Bar Rouxinol em Capoeiruçu, vila onde passou parte de sua adolescência. Em1974 foi morar em Salvador, capital do estado da Bahia, e iniciou sua carreira artística participando de exposições coletivas.
Em 1982 Totonho conhece o artista plástico Gil Abelha. Este encontro significou o começo de um grande movimento artístico, cultural e social no Pelourinho. Juntos com outros artistas, fundaram a Associação dos Artistas Populares do Centro Histórico de Salvador.
Artista de formação autodidata, Totonho é um ecologista por convicção e sua obra reflete toda sua sintonia e sensibilidade com a natureza. Suas telas revelam-se meticulosas, mostrando simultaneamente a beleza das matas virgens e a deprimente devastação do planeta.
Totonho é muito mais que um típico artista naïf brasileiro, já que a sua técnica vai de par com motivos nem sempre tradicionais que o têm levado desde há muito para além das fronteiras. Assim, no seu currículo constam participações em vários salões, workshops e exposições em diferentes países como Brasil, Portugal, França, Espanha, Inglaterra, Bélgica, Suíça, Alemanha, Holanda, Canadá e os Estados Unidos.

Raimundo Santos Bida, nascido em 1971 em Nazaré das Farinhas – Bahia, começou a desenvolver seus dons artísticos ainda na infância. Com 10 anos pintou o seu primeiro quadro. Atraído pelas artes plásticas, abandonou o curso de desenho arquitectónico para assumir-se como pintor.
Através do artista plástico Gil Abelha, integra o movimento artístico do Centro Histórico de Salvador (Pelourinho), conhecendo vários artistas, tais como Totonho, Calixto Sales, Walba, Luis Lourenço, Edmundo Simas e o Marchand Evaldo Oliveira. Nesse mesmo ano filia-se na Associação de Artistas Populares do Centro Histórico de Salvador (AAPCHS), participando durante uma gestão do quadro directório. Em 1998 faz a sua primeira exposição colectiva, iniciando assim uma trajectória de várias exposições nacionais e internacionais. A temática da sua pintura é variada configurando-se dentro de muitas paisagens e personagens regionais do nordeste Brasileiro num contexto sócio-político e cultural muito específico. Alem de exercer a actividade de artista plástico, actua também como cantor, compositor e músico.

1 comentário:

toni disse...

E AI MEU BRODHER COMO ESTA PINTANDO MUITO E AS PESCARIAS O ANZOL TA NO PONTO TO AQUI EM SAMPA FAZENDO O MEU SOM E PINTANDO O SETE NAS HORAS VAGAS GRANDE ABRAÇO SUSSESO E MUITA PAZ