Ateliers





Na Galeria Atelier Geraldes da Silva terás um atendimento personalizado, dentro do teu ritmo natural de aprendizagem.

Poderás iniciar os cursos a qualquer altura do ano, sem ter de esperar por uma nova turma. Se és criativo e tens gosto pela arte, não percas a oportunidade de desenvolveres o teu talento.
Inscreve-te já...


Ateliers
Desenho e Pintura 


Atelier lecionado pela professora Maria da Conceição Geraldes da Silva/
Pintora natural de Trás-os-montes, radicada no Porto
Realizou várias exposições de pintura individuais e coletivas em Portugal e no estrangeiro
Licenciada em Artes Plásticas pela Escola Superior de Belas Artes do Porto
Cerâmica na Escola de Artes Decorativas Soares dos Reis – Porto
 

Introdução aos materiais/
Explicação dos materiais necessários para as diferentes técnicas de pintura, pastel seco, óleo, acrílico e aguarela

Materiais de registo do desenho/
O pastel seco, o lápis de carvão e o lápis de grafite, quanto à dureza e à sua origem

Elementos estruturais de linguagem artística, linha, ponto claro - escuro, textura e cores
Características de cada um deles
As cores primárias, secundárias, intermédias e complementares

Técnicas de desenho e pintura/

Aplicação de técnica de Pastel Seco
Técnica de pintura a óleo e as suas características
Pintura a Acrílico, a tinta de água e as suas características
Técnica de Aguarela
Técnicas Mistas / Colagens de diferentes materiais, papeis, pasta de modelar, areia, cola, serrim, etc.

Inscrição 25 euros
Mensalidade 60 euros
Por 3h00 semanal.




       















Dança Criativa

Coreografia e análise criativa
Perceptivo corpóreo e psicológico
Imaginação e naturalidade
Individual e grupo
Relaxar e meditar

 
Neste atelier e grupo de encontro de dança e movimento, pretende-se desenvolver o movimento criativo, composto por várias linguagens de expressão corporal e criativa emersa também num ser e saber estar contemplativo. O essencial da sua fundamentação estabelece-se na procura e vontade de imprimir liberdade consciente na forma, espaço, frequência e expressão do impulso criativo, do conhecimento, da conceptualização e da sua transmissão, organizados e integrados em partilha e conhecimento. O movimento criativo deverá, por isso, ser adequado à forma de ser e estar de cada interveniente e do seu conjunto, aberto a múltiplas configurações de movimento e à sua relatividade, visando sobretudo uma composição harmoniosa no exercício saudável de dar e receber. Apresenta-se ainda como uma interação corpo a corpo através do movimento que privilegia sobretudo uma comunicação múltipla, transparente e também um veículo catártico na exposição que se quer fazer do íntimo.

Desenvolve-se a integração de aptidões e aprendizagens através de experiências criativas e engraçadas, e também, pela utilização de abordagens interdisciplinares e em diferentes linguagens de movimento, especificamente, a dança clássica, moderna e contemporânea, as técnicas de improvisação, a composição espontânea, as dinâmicas de grupo, o Qi Gong, o Tai Chi Chuan estilo linhagem Chen Fake, o Do-In, os cinco elementos do Lu Jong e exercícios de relaxamento, meditativos, imaginários, entre outros. O objetivo das aulas também passa por aprofundar e investigar conceitos como consciência corporal, auto-conhecimento, afetividade, pesquisa, equilíbrio, coordenação, espaço, ritmo, flexibilidade, auto-controlo, fluidez de movimento e pensamento, estímulo, instinto, ação, reação, atenção, descontração e relaxamento.

As aulas apresentam uma sequência inicial de exercícios de harmonização, de modelação de energia subtil e relaxamento, seguido de exercícios mais robustos de aquecimento, de flexibilidade, de trabalho das diferentes partes e articulações do corpo e de resistência, visando sobretudo a preparação física e mental para a introdução de sequências de movimento mais complexas e elaboradas. Deste modo, vão sendo introduzidos estímulos à improvisação, expressão livre, leitura de movimento corporal expressivo, envolvimento através de rotação de papéis comunicacionais, pesquisa individual e em grupo e exercícios de introdução à composição coreográfica e análise criativa.

Neste sentido, os alunos também são incentivados a participar no desenvolvimento e criação de sequências de movimento sobre sentimentos, pensamentos, mundo imaginário e integração com outras linguagens artísticas e criativas variadas. Esta etapa caracteriza-se pela experimentação múltipla, mas de configuração aprofundada, atendendo às especificidades e necessidades de aprendizagem e pesquisa dos diferentes elementos do grupo. As aulas terminam com exercícios de relaxamento e de pausa, de modo a promover um equilíbrio entre os aspetos físicos, energéticos, psicológicos e níveis de consciência mais abrangentes.


Maria Manuel da Silva Ferreira foi atleta de Ginástica Rítmica Desportiva, tendo participado em diversos campeonatos a nível nacional e internacional e tendo integrado a Seleção Nacional para o Campeonato Europeu de Juniores. A sua formação ao nível do movimento e da dança foi sendo desenvolvida e aprofundada noutras áreas, mais especificamente em Tai Chi Chuan, Qi Gong, Lu Jong, Dança Clássica e Dança Contemporânea. Interessa-se também por outras formas de conhecimento e de criação artística que a levaram a procurar e a efetuar formação e aprendizagem em Microbiologia, Psicologia, Fotografia, Literatura e Cerâmica. 
Terças das 2:30h às 3:30h e Sextas das 18:00 às 19:00 a 20 euros

Aulas avulso a 6,50 euros



Danças Orientais 
As aulas de Dança do Ventre terão uma carga horária de duas horas semanais.
Serão trabalhados os movimentos de pescoço, ancas, ventre e pernas através de exercícios com o auxílio de sons e ritmos orientais. Será dada a máxima atenção a cada aluna, de forma a que todas consigam evoluir ao mesmo tempo, o que facilitará a essência e o próprio ritmo de cada aula.
As coreografias serão introduzidas a partir do momento em que todas as alunas dominem os movimentos isolados do corpo.
As aulas serão descontraídas, divertidas, relaxadas e de um extremo acompanhamento individual a cada aluna. Só assim conseguiremos funcionar como grupo.
No que toca a materiais, aconselho o uso de tops e leggings confortáveis. Para quem se sinta à vontade para usar traje de danças orientais, ainda melhor! O importante é que nenhuma aluna se sinta constrangida com o tipo de roupa a usar. O conforto com o próprio corpo é extremamente importante para a evolução na dança. Em baixo, apresentarei propostas de vestuário para aqueles que se sentirem confortáveis em mostrar o ventre e pernas.
A dada altura serão necessários lenços/echarpes, para realizar as coreografias.
No que toca a hidratação, recomendo que cada aluna se faça acompanhar SEMPRE de uma garrafa de água. O consumo da mesma é indispensável no desporto e ajuda o corpo a não desidratar, com a quantidade de água que perdemos a partir principalmente do suor.
Aconselho também que antes da aula, não ingira alimentos muito pesados. Vamos passar a aula a movimentar e a ondular o ventre, pelo que o estômago não deve estar muito sobrecarregado.





Iniciação - Dança Oriental

Formadora: Sara Cristina Velez
Mensalidade 30€ - 2h semanal.




Guitarra

Aulas de Iniciação
Guitarra Clássica
Guitarra Elétrica
Viola Baixo
Composição musical
 
As aulas de música são individuais
São direcionadas ao gosto musical de cada aluno e com grande componente prática
O aluno não precisa de ter guitarra clássica para iniciar as aulas
Não precisa de trazer amplificador para as aulas
A mensalidade inclui material de apoio
O aluno pode começar as aulas em qualquer altura do ano
As aulas são dadas com um método criativo, tendo em conta o grau de evolução do aluno
Aconselhável para principiantes

Mensalidade 40 euros
1h  semanal.